Ver todas as notícias

28_5_2021__0_8a67e9f9-b76a-4d25-9173-d7e6514a97fe.jpg - uploaded/imgs/noticias/28_5_2021__0_8a67e9f9-b76a-4d25-9173-d7e6514a97fe.jpg - Policiais Civis com informações do Disque Denúncia prendem suspeito de espancar PM durante um bloco de Carnaval em 2019


Policiais Civis com informações do Disque Denúncia prendem suspeito de espancar PM durante um bloco de Carnaval em 2019

28/5/2021



Policiais do Setor de Inteligência e Operações da 35ª DP (Campo Grande), após informações repassadas pelo Disque Denúncia, localizaram e prenderam, na noite ontem (27), o foragido da Justiça Thiago Amaral de Almeida; terceiro suspeito, que ainda estava em liberdade, de envolvimento na tentativa de homicídio do cabo PM Rodrigo Medina Coelho, no ano de 2019. Contra ele, um Mandado de Prisão Preventiva, expedido pela 2ª Vara Criminal da Capital – RJ, em 11/02/2021, pelo crime de Homicídio Qualificado.

De acordo com a denúncia, ele estaria em um imóvel na Rua Lagosta Dourada, bairro Tamoios, no município de Cabo Frio. Na chegada ao local, os agentes receberam novas informações sobre um novo endereço, utilizado como esconderijo pelo fugitivo, localizado na Rua T, bairro Unamar. Uma campana foi montada sendo possível abordá-lo e prendê-lo. 

Thiago foi encaminhado à 35ª DP para o cumprimento do Mandado de Prisão. 

 

O Crime

Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, o cabo Medina estava à paisana em frente ao quiosque Praia Skol, em Copacabana, na Zona Sul, e assistia um bloco pré-carnavalesco, em 2019, quando houve um desentendimento entre pessoas que estavam assistindo o evento. Na confusão, o cabo Medina, segundo investigações da 13ª DP (Copacabana), foi reconhecido como policial militar e acabou sendo espancado por três criminosos (dois, já presos). O cabo teria se tornado alvo de uma maior carga de violência, resultando-lhe, dentre outros diagnósticos, traumatismo craniano grave.  

Ele ficou internado no Hospital Miguel Couto, no Leblon, por mais de dois meses, e recebeu alta, quatro meses depois, mas com sequelas devido às agressões sofridas.

 

O Disque Denúncia recebe informações sobre  a localização de foragidos da justiça no APP "Disque Denúncia RJ" ou na central de atendimento 21.2253-1177.

O Anonimato é Garantido.



Ver todas as notícias

© 2015 Disque Denúncia Rio todos os direitos reservados. Criação e desenvolvimento por ASCOM DD Rio.

O Disque Denúncia é uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública com a sociedade civil do Rio de Janeiro.